Atitude do Pensar

Atitude do Pensar

quarta-feira, 27 de abril de 2011

Amar é uma escolha?

Como bem sabemos, a vida é permeada de escolhas. Inclusive, viver pode ser uma delas.

Dissecando o tema relacionamento, tenho pensado muito se amar é uma escolha...

Nesse sentido, lembro-me exatamente do momento em que dialogando com meu eu, disse: Escolho amar o Sandro.

E sinceramente, por sorte, ou não sei o que, deu certo - no início não estava tão envolvida na relação, o amor não tinha chegado -, pois no decorrer da relação, o amor foi sorrateiramente ganhando espaço.

Entretanto, recentemente tive 2 homens que tentaram adentrar em meu coração - uma paixão de tempos distantes e uma nova. Porém, por mais que eu me esforçasse para amar, não consegui. Com isso, fui obrigada a me distanciar, perdendo a amizade e a oportunidade de ser amada.
Confesso que, se dependesse de uma escolha, estaria com um deles, mas tentei, e não tive sucesso.

Sendo assim, será que amar é uma escolha, ou não?

24 comentários:

  1. Boa tarde, querida amiga Keila.

    Acho que não.
    Parece que o amor é que nos escolhe.

    Um grande abraço.
    Felicidades!!

    ResponderExcluir
  2. Creio tb q não é uma escolha, acontece.
    Apesar de algumas pessoas correrem mesmo atrás do amor. Umas em sites de relacionamentos, em programas de namoro de Tv, em jornais e revistas, e em tantos outros lugares.

    Eu nunca corri atrás do amor, nunca o procurei, o contrário q aconteceu. Cheguei até a correr, a evitar o amor...

    Abraços

    ResponderExcluir
  3. Penso que existe em diversas formas e funciona de maneira diferenciada pra cada pessoa. Porém o mais incrível,louco e também doloroso por ser livre, (digo isso porque é difícil suportar liberdade no amor), enfim, me refiro a aquele amor que chega sorrateiro e faz morada sem oferecer abrigo, nos rouba, desorienta, cria ansiedade e vai embora sempre sem avisar, esse marca na carne, na alma e machuca. Mas é eterno e todos temos um pouco de medo dele, apesar de morrer de esperar se preciso for. Tchau !

    ResponderExcluir
  4. Creio que o amor é nossa centelha, nossa essência divina.
    Precisamos estar conectados a esta consciência.
    Não se busca ou se escolhe o amor..
    Os sentidos, o aprendizado, tudo flui a partir do momento que nos calamos, nos silenciamos.

    Apenas aceitar, pois já esta aí.

    bjs

    ResponderExcluir
  5. Acho que o amor, não pode ser escolhido, e quando tentamos forçar um amor acabamos nos iludindo, eu já fiz isso, e só consegui sofrer e fazer o outro sofrer!
    o amor vem sem que agente menos espere, e isso é que faz dele tão importante assim, pois se fosse tão facil amar, qual seria a graça disso?
    beijinhos colloridos

    ResponderExcluir
  6. Assim:
    As pessoas são frágeis, têm dúvidas, inquietam-se com o bem-estar imaginando se, em algum lugar, não tem alguma coisa melhor acontecendo e que se está perdendo só por estar aqui, agora. As pessoas são incompletas e desejantes. São humanas. Estas pessoas amam. O amor tem um lado determinado, quando identificamos que ele ou ela é o "um". E tem o inesperado de se fazer a cada dia às custas de uma decisão: quero esse ou essa. O amor é uma escolha, menos de pessoa que de relacionamento. Escolhmos, sim, estar, ter um relacionamento. Essa escolha implica perdas. Perdemos imagens de nós mesmos sendo mais independentes, charmosos, autocentrados. Perdemos outros amores. Perdemos outras pessoas que poderíamos ser se estivéssemos em outro lugar amando outro alguém. Escolhemos não apenas uma vez, mas cada vez que se podia estar em outro lugar fazendo outra coisa. Escolhe-se. A escolha é abandonar possibilidades. Mas é, também e principalmente, encantar-se por uma possibilidade e torná-la real. Escolher não é fácil nem bom. Dói e exige perspectiva. Escolher é questionável. Mas olhar-se depois de reafirmar a escolha é encontrar a felicidade não apenas no outro, mas na decisão de ser feliz.

    Ou algo assim. Beijo.

    ResponderExcluir
  7. Linda, definitivamente tentamos escolher, porém sempre somos as escolhidas!!!
    Pode ser o mega homem ou a big mulher que queira estar do nosso lado, porém, se o coração não der 'liga', ou mesmo, só sentirmos que este (a) é uma boa e agradável companhia, não dá, não rola, não vai!!!
    Energia positiva para ti!!!

    Beijos

    ResponderExcluir
  8. Você me fez refletir muito... se escolhessemos não haveria sofrimento qu é um sentimento que acompanha sempre o amor.
    Bjs!

    ResponderExcluir
  9. Keila, minha flor.

    Acho que amor não é escolha não.
    Acho que o amor vem, acontece...ELE NOS ESCOLHE.
    É só ouvir os sinais do coração, que ele chega.

    Um beijoooo!

    ResponderExcluir
  10. quando duas pessoas se amam, e não dá certo, é preciso saber a procedencia disso , porque os fatores que envolvem os relacionamentos vão alem de uma frase.!
    Manda pra mim que faço questão de te aconselhar de palpitar e de te contar de mim tbm se você quiser!
    ;D

    Essa foto do blog, do titulo, eh daquele filme o fabuloso destino amelie pulain...!!!

    ResponderExcluir
  11. hoje em dia acho que sim tenho um testo k fala que hoje ja ninguem ama de verdade

    ResponderExcluir
  12. K.
    Pode ser, pode não ser.
    Se for escolha e der "liga"... pimba.... ótimo e a coisa flui e acaba em prêmio de mega sena na virada do ano.
    Mas se não for escolha e do outro lado não houver sintonia, de nada adianta.
    Portanto...... sei lá.
    Deixar aocntecer, forçar a barra, tentar, rejeitar, tudo vale a pena.
    Quando se tenta amar, quando rola vontade, tudo é bom. O final é que pode não ser.
    E como dizem que o importante é viver o momento....

    Beijo

    ResponderExcluir
  13. Para mim, as melhores coisas da vida são aquelas que simplesmente acontecem, sem expectativas e argumentos.

    ResponderExcluir
  14. Sempre o amor. Esse sentimento tão nobre e fugaz!

    ResponderExcluir
  15. Acho que amar, definitivamente não é uma escolha! Se fosse, quanta dor economizaríamos... rs

    Acho que se deixar levar pelo amor é uma escolha. Quando nos interessamos por alguém bem no início, ainda tem um período curto que a gente pode perceber que é uma roubada e cair fora. Mas gostar de quem a gente não sente nada, isso é praticamente impossível...

    Beijocas

    ResponderExcluir
  16. Não sei, não sei, não sei.
    Estou aqui pensando em uma resposta, mas acho que amar não é uma escolha e sei lá, acho que no caso se você amasse verdadeiramente (claro que posso estar errada) você não se indagaria sobre ser, estar, permanecer...
    Não sei, não sei, não sei...
    E sei que já disse isso antes, mas é que seu post causou um desacerto aqui dentro, precisarei pensar mais pausadamente a respeito. Se chegar a uma conclusão te digo alguma coisa.
    Tem sons demais em minha mente na manhã de hoje.
    bacio

    ResponderExcluir
  17. amar é natureza, quase que nasce antes do você. amar a gente pode todas as coisas, todos os olhos, todos os amores. amar sim... mas apaixonar-se não...

    ResponderExcluir
  18. Amapola, então o amor está de mal comigo...rsrs
    Bju, querida.

    Roderick, tenho a sensação de que grande parte da humanidade quer ser parte. Com isso, o ser parte pode estar relacionado a estar com alguém intimo.
    Não gosto de sites de relações e coisas desse gênero, mas há aqueles que se dão bem. Como uma amiga minha.
    Sei que você é excessão no meio desses que querem ser parte. A LL deve ter te conquistado sorrateiramente...rsrs
    Abraços

    Nicolau, alguns não conseguem conciliar amor e liberdade. Pra mim, é fundamental. Inclusive, um expressa o outro.
    Concordo, os amores sorrateiros deixam marcas profundas.
    Tchau!

    A.Luiz.,
    O amor enquanto nossa essência divina. Uma verdade tão real que dói.
    O amor em nós expressa nossa contraditoriedade: bons e maus.
    Em uma de suas citações, Tolstói disse que o amor é para seres imperfeitos; como uma forma de nos aperfeiçoar.
    Eu defendo essa colocação do autor. Mas algo me falta em determinados momentos - o silêncio.
    Bj

    Faby, sua colocação me faz lembrar de que muitas vezes dizemos que humanos gosta do que é difícil, complicado. Isso o instiga. Bem, com o Sandro foi assim, insisti devido a dificuldade, isso, além do amor, me estimulava,
    Mas agora, quero um amor tranquilo. Amor de primavera...rsrs
    Beijocas

    Lu, ao chegar em casa discuti essa postagme com uma amiga. Concluimos que, amar é uma escolha a partir do momento que já estamos com o outro, após a empatia do primeiro momento. É uma escolha, quando vamos conhecendo o outro e nosconhecendo dentro da relação. É uma escolha quando os entraves nos mostram outros caminhos, mas a intimidade e o amor mútuo diz para permanecer.
    Bjo, bjo e bjo.

    Suzi, que horrível!!!rsrs
    Tentamos escolher, mas somos escolhidas. Tô me sentindo péssima depois de ler isso...kkk
    Ah, fico com a parte de que o amor simplesmente acontece. Quando você menos espera. E mesmo que arrebate seu coração, deixando marcas, feridas, traumas. Escolho deixar meu coração livre, para amar ou não. Aqui é ele quem manda!rsrsr
    Beijocas, flor.

    Dani, o sofrimento não vem do amor. Vem do amar. Afinal, o sentimento em si, é perfeito. Ao efetuarmo-o é que estragamos tudo com nossas imperfeições.
    Bjin

    Sil, ouvir os sinais do coração...Tenho tentando me calar, ouvir o silêncio. Sem expectativas...
    Assim é melhor. Mas que ele venha. Porém, quando quiser.
    Abraços cheios de amor

    Meninas do verdade nua e crua, vou enviar. Assim que possível.
    Ok?!
    A imagem é do filme sim. O meu predileto.
    Bju

    Americano, obrigada pela visita e comentário. Tenho interesse no texto. Caso queira enviar, quero lê-lo.
    Abraços

    Blue, isso quer dizer que o amor é único para cada um. Ou seja, ele se apresenta de diversas formas. Dependente de quem?!
    Estou tentando amigo. E confesso, pra acontecer terá que ser sorrateiro, pois meu coração ainda precisa fechar as marcas do antigo amor.
    Bjin

    Amanda, pra mim também! Mas meu anseio pelas surpresas atrapalha. Já viu alguém esperar ser surpreendida?!rsrs
    Bju

    Fragmentos, acho que o amor se torna fugaz ao tornar-se amar. Ou seja, como disse a cima, o sentimento é nobre, quando entramos em cena o tornamos fugaz.
    Bj

    Dama, no caso dos 2 hombres em especial, eu tinha interesse, mas cansei rapidamente.
    É verdade, no início ainda dá tempo de cair fora, e por isso disse que escolhi amá-lo. No início já era tão complicado. Tanto que detesto dia dos namorados, pelo fato de ter tido um péssimo ao lado dele. Apenas 3 meses juntos e já era assim.
    Affe!
    Bjão

    Lunna, amá-lo doia. Me machucava. Como s estivesse constantemente numa mesa de cirúrgia. Eis os motivos de afastar-me.
    Que o silêncio a alcance.
    Abraços fraternos

    Débora, eu acredito que nasce antes de mim. Existe anterior ao meu existir. E ao existir a humanidade. E nós fomos escolhidos para efetivá-lo. Experimentá-lo.
    Também não gosto das paixões. É como estar gripado constantemente.
    Abraço

    ResponderExcluir
  19. Keila ,
    Considero que não [ este tipo de amor ] e que o grande poeta Luis de Camões o define bem ...

    Amor é fogo que arde sem se ver
    É ferida que dói e não se sente
    É um contentamento descontente
    É dor que desatina sem doer

    É um não querer mais que bem querer
    É solitário andar por entre a gente
    É nunca contentar-se de contente
    É cuidar que se ganha em se perder

    É querer estar preso por vontade
    É servir a quem vence , o vencedor
    É ter com quem nos mata lealdade.

    Mas como causar pode seu favor
    Nos corações humanos amizade ,
    Se tão contrário a si é o mesmo Amor?

    Um beijo

    ResponderExcluir
  20. Maria,
    O poeta definiu-o como ele o é.
    Daqui ficou uma vontade de ouvir Renato Russo cantando essas linhas.
    Beijo

    ResponderExcluir
  21. Eis uma pergunta que meu coração empedrado recusa-se a me ajudar a responder.

    ResponderExcluir
  22. André, nosso coração é feito de sangre, músculos, sentires, quereres. Ele é frágil, mas forte. Foi feito especialmente para nós, humanos - seres paradoxais. Mesmo que nesse instante seu coração tenha se tansformado em uma pedra, ele jamais deixará de ser quem é: um coração que pulsa por vida e amores.
    Obrigada pela visita,
    K.

    ResponderExcluir
  23. A 'química' do amor não é explicada em lugar algum, como sonha nossa 'vã filosofia' rs
    As pessoas se 'encontram' e se 'reconhecem', daí 'acontece' o amor, penso eu.

    Já se esse encontro vai ter duração ou nao, acho depende de nos conhecermos bem e nos aceitar primeiro, porque se você não se entender, como entenderá as necessidades da outra pessoa?

    ResponderExcluir
  24. Cris, é verdade. Tentamos a todo custo dar respostas aos nossos questionamentos, nesse caso referente ao amor, que esquecemos que há coisas que são inescrutáveis.
    Quero me reconhecer em alguém...rsrs
    E quero que seja duradouro.
    Bju

    ResponderExcluir