Atitude do Pensar

Atitude do Pensar

quinta-feira, 8 de setembro de 2011

Máscaras da feiúra

Ouvimos diariamente as seguintes afirmações:

- Beleza é relativa.

- Há gosto para tudo.

No entanto, os padrões de beleza estão postos à nossa frente por meio de todos os formatos de mídia. Sendo assim, constantemente, muitos de nós buscam se adequar a esse padrão. Porém, o alcance deste é caro e trabalhoso, e alcancá-lo pode custar a própria vida, como percebemos através de doenças como a anorexia e a bulimia.

Dentro disso, sabemos que esse assunto tem sido discutido por diversos especialistas, contudo, pode-se visualizar a necessidade de que essa discussão não se limite somente aos padrões estéticos, mas comportamentais. Adentrando nosso cotidiano e nossas relações sociais, nossa identidade individual e a forma como agimos diante da sociedade.

Para Aldous Huxley "A beleza é uma carta de recomendação quase impossível de ser ignorada; e com muito frequência atribuímos ao caráter a feiúra do rosto...não fazemos a menor tentativa de penetrar além da máscara opaca da face até as realidade existentes por trás dela, mas fugimos dos feios ao vê-los sem tentar sequer descobrir como são realmente".

O escritor ainda dirá que desde criança possuimos aversão ao feio, e que ao ver certo visitante cujas feições lhe pareçam desagradáveis a criança foge, porque o visitante "feio" é "'ruim", é um "homem mau". Quanto ao homem na idade adulta, não irá mais gritar ou sair correndo, mas raramente permitirá que os atos do "feio" próvem que seu rosto lhe contradiz seu caráter.
Na sociedade contemporanea - ou desde que há humanos -, há aqueles que fazem sua própria imagem e seu estilo, alguns tão autênticos, que tornam-se bizarros, "feios", estranhos, peculiares, ou como você, caro leitor, desejar chamá-los.

Bem, dentro desse universo de "feios e belos", eu não seria a melhor pessoa para "enquadrar" o que é "belo" ou "feio", pois como eu já comentei por aqui, os peculiares sempre me chamaram a atenção. Não pela possível feiúra, mas pela autenticidade. Porém, dentro de toda essa discussão, foi a fala de Huxley que me deixou refletindo. Afinal, temos como um dos desafios, ultrapassar as máscaras da feiúra, do estranhamento. O que, infelizmente, como demonstrado muito bem por ele, raramente conseguimos.

A feiúra e a pobreza ainda são capazes de trazer desigualdades, criar estigmas, paradigmas. Ou melhor, nós damos vida a esses, e permanecemos reproduzindo barreiras, padrões e conceitos negativos.

Enfim, o que pode ser "feio" para um, pode não ser para outro. Contudo, ultrapassar certos conceitos negativos é um desafio necessário à todos.

Viva a alteridade!

21 comentários:

  1. E como autêntica aquariana: libertária e à frente do tempo, essas questões nem passam pela minha cabeça.
    Cada qual com sua vida e vamos viver. Simples assim.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  2. Olha querida! Eu costumo dizer que todas as mulheres são lindas, mas vou-te falar porquê! Um dia eu achava uma certa mulhe, minha conhecida já, feia. No entanto, quando travei com ela uma conversa na esplanada de um bar, as coisas que saíam do seu interior, eram tão lindas e de perfeito raciosinio de forma que, logo, logo, comecei a acha-la bonita. Então ela passou a ser para mim a mulher mais linda das outras! Pois, uma pessoa se torna linda conforme se vai exprimindo.

    Um beijão em tua alma.

    ResponderExcluir
  3. Isso é um problema complexo.O bom é que podemos nem estar tão bem assim, mas de repente, uma alegria, um sorriso, nos faz mais bonitas do que as "misses" carrancudas e "botoxadas",rsrs, sem expressão.. è relativo! beijos,chica

    ResponderExcluir
  4. Voc~e escreveu bravamente!
    Meus parabéns...

    E beleza para mim é algo completamente relativo...

    Conheço pessoas maravilhosas, belíssimas que estão longe deste padrão fútil e vazio que é imposto pela sociedade...

    Normalmente estas pessoas são verdadeiros seres humanos, de um coração gigante e de uma alma sem igual!

    Um beijo com meu carinho,

    Bia

    ResponderExcluir
  5. Belo texto! Concordo com o que disse.

    Da minha parte aprendi com a vida que nem sempre o feio é realmente feio e o bonito realmente bonito. Mas antes de chegar a esse ponto passamos pelos estágios estereotipados da sociedade.

    Beijocas

    ResponderExcluir
  6. .... "ultrapassar certos conceitos negativos é um desafio necessario a todos" cruciais e verdadeiras suas palavras.

    (nunca gostei de rotulo)

    beijao Amiga.

    ResponderExcluir
  7. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  8. Sendo sincera...eu por muitas vezes me deixo influenciar por essa manipulação midiática. Resisto o quanto posso, resisto. Mas por algumas vezes (vergonhosamente) não desejo nem ver-me diante de um espelho.
    "Contudo, ultrapassar certos conceitos negativos é um desafio necessário à todos."
    Belas palavras!

    bjs

    ResponderExcluir
  9. Realmente é uma grande barreira a ser enfrentada! e também um assunto muito complexo a ser discutido, mas ainda se jugam o carater pela beleza!
    beijokas e ouvirei a musica sim!

    ResponderExcluir
  10. Querida, me desculpa. Estive ausente mas vim avisar que postei. Vou deitar e cochilar, colocarei as leituras de blog em dia hoje, só que mais tarde. E assim lerei sei post. Abraço !

    ResponderExcluir
  11. Como disse a Dama de Cinzas, belo texto!
    É raro uma pessoa q não é preconceituosa, e os feios, logicamente, são vítimas de preconceito.

    O público não aceitou a Yoko Ono, só porque nela faltava simpatia e por ser japonesa, foi tb devido à sua feíura.

    Meu pai, ao conhecer a namorada de um primo, deselegantemente, falou com seu pai(meu tio materno), que o rapaz deveria estar louco(dizem q ela era muito feia. Não cheguei a conhecê-la).

    Chico Anysio, quando era um pouco conhecido locutor de rádio, recebeu uma visita, na estação de rádio, de uma senhora, uma dama da alta sociedade, que adorava sua voz, era sua fã. Ela ficou "chocada" com sua aparência, e disse: "É isso aí?!".

    Quanto a mim, sou feio, mas tenho bom coração. Ou melhor, falando sério, sou feio por fora e feio por dentro.rs

    ResponderExcluir
  12. Essa coisa de belo e feio é sempre tão relativa. Outro dia estava escrevendo sobre isso ao assistir a um filme na TV. Não sei de onde tiramos tantos preceitos, mas sei que é tudo muito cansativo pra mim. rs
    Eu acho o ser humano feio em dado momento e em outro acho lindo. Ver pessoas de ruas com seus cães é tão belo. Tantas cenas me veem a mente. Eu simplesmente abstraio a sua condição física e me entrego de corpo e alma ao ser por trás da forma. Sabe?
    Quem tem medo do lobo mau? Todos aqueles que se entregam as bobagens de modismos que existem apenas limitar o homem.

    bacio

    ResponderExcluir
  13. Tem um ditado popular que diz que a beleza está nos olhos de quem vê, ou outro que diz quem gosta do feio bonito lhe parece.Acho que é por ai, por mais que a mídia nos imponha padrões de beleza loucos e inatingíveis ,temo que estar atentos para a beleza da vida, para além das aparÊncias, claro que o bonito é mais atanete não resta dúvida,mas sempre me perguntei de que adianta estar com um deus grego do lado se ele não fala nada que preste ou te trata como se tu fosse um nada?
    Tudo é uma questão de gostos...
    Beijosss

    ResponderExcluir
  14. acho que hoje o conceito do belo está mais democrático, mais extenso, ao mesmo tempo em que impera a ditadura da magreza…
    mas seja na arte, seja em pessoas, o belo é mais aceito, um bebê se sente atraido por pessoas que tem traços mais equilibrados.
    mas existe uma lenda a de Ramanita que era tão bela e perfeita, e o noivo viajou para guerrear e muito tempo depois tinha esquecido dela pois não tinha nenhum defeito para lembrar...

    ResponderExcluir
  15. bom para pensar! eu já tinha me conformado que é quase inevitavel julgar as pessoas pela aparência.. mas você tem razão quando diz que é essa é uma barreira que devemos superar =)

    ResponderExcluir
  16. Belíssimo texto, como diz minha irmã Larissa, não existe pessoa feia e sim mal tratada, mal cuidada...somos únicos, cada um tem uma beleza que irradia algo especial, as vezes ele vem de dentro para fora, mas estamos tão cegos em apenas visualizar o exterior que esquecemos de olhar o interior da pessoa... conheci um rapaz, temos a mesma idade... ele vivia cercado de mulheres bonitas, suas namoradas eram as mais belas meninas da escola, do clube ou da igreja...o tempo ia passando ele dizia que era tempo de se casar, pois estudava, trabalhava e tinhas reservas e que queria encontrar sua parceira, mas cada namorada que arrumava logo terminava, uma por falta de interesse, outras lindas , perfeitas, mas sem conteúdo, mal sabia falar sobre um filme, dar opiniões, mas entendia tudo de moda, maquiagem, carros, show... ele dizia que não era isso que queria, queria alguém com opiniões, formação uma companheira em todos os momentos e assim foi indo... havia uma menina de sua idade (na época 25 anos)tímida, sempre no seu canto, que quase ninguém chegava perto dela, porque dizia que era feia, relaxada ... teve um retiro de jovens e lá foi ele a caça a mais um tesouro, pois esse era seu intuito... nada no primeiro dia, no segundo, estava triste, no terceiro dia, quando foi tomar café pela manhã, sentou-se a mesa da garota feia que conhecia de passagem,todos ficaram olhando pra ele, mas nunca deu atenção e ai o assunto ficou solto e ficou horas conversando, esqueceu de tomar o café, esqueceu-se das horas...saiu de lá, enfeitiçado dizia ele, pensou nela a semana toda, que alegria transbordou em seu coração, quando chegou no fim de semana na igreja, ela estava na porta e o recebeu com um grande sorriso, ele a olhou com outros olhos, a sua feiúra se tornou linda, pois até se esqueceu que tinha um olho caolho, ela andava sempre com roupas largas e naquele dia estava com uma nova roupa bonita, discreta e bem vestida, seus cabelos longos o faziam esconder metade de seu rosto...naquile dia está vistoso e ajeitado e, tudo nela se tornou belo e ele se apaixonou primeiro pelo seu interior... logo começaram a namorar, ele a incentivou a fazer uma cirurgia para correção no olho, até porque tinha dificuldades de enxergar, quem a conhece não diz que é a mesma Maria Luiza, e ele simplesmente está feliz, eles estão felizes, se casaram pouco mais de 1 ano e diz que é a mulher da sua vida... pois o feio se tornou bonito...parece conto, mas a história linda de Marko e Maria Luiza, dois jovens de 28 anos cheio de amor pra dar, os dois juntos já fizeram muita coisas boas...em janeiro de 2012 eles serão enviados como missionários para cuidar de uma comunidade na região da Suiça em Lugano.

    um grande abração pra ti e lindo fim de semana abençoado.
    Giovanna

    ResponderExcluir
  17. texto fundamental, o teu.
    é na diferença que anunciamos a nossa própria verdade, assim contribuindo para uma verdade colectiva. ainda assim, a contemporaneidade impõe-nos padrões que por vezes ostracizam as diferentes verdades por fugirem do normalizado. e nós, covardemente, acabamos por ser coniventes com a mais apócrifa das mentiras.
    beijinho!

    ResponderExcluir
  18. Passando para desejar-lhe uma ótima semana!!!
    Beijosss

    ResponderExcluir
  19. Olá...

    Amei teu texto, muito boa colocação do feio/bonito.
    Sofremos justamente pelos rótulos arcaicos que foram impostos à nós "civilizados", e tem visibilidade maior nos relacionamentos amorosos, é aí que a coisa pega... nesse instante é que vemos quem é quem, tanto por quem é próximo, quanto pela própria sociedade preconceituosa...
    eu, pessoalmente, gosto de seguir o olhar do coração...rsrs
    Bjkas no coração e linda semana!
    Lecy'ns

    ResponderExcluir
  20. É até redundante falar novamente, mas cada um tem o seu padrão de beleza e o que lhe agrada!!!

    É intrínseco!! Nunca o meu gosto será igual ao seu!!! E assim por diante...

    Beijos

    ResponderExcluir
  21. http://www.youtube.com/watch?v=W6H_4YAF4zI

    ResponderExcluir